Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 08 > FGV: mercado de trabalho volta a melhorar em julho

Economia e Emprego

FGV: mercado de trabalho volta a melhorar em julho

Trabalho

Indicador que mede o desempenho do mercado de trabalho avançou no mês passado puxado por melhora da economia
por Portal Brasil publicado: 08/08/2017 12h17 última modificação: 09/08/2017 10h55

Pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostra que o mercado de trabalho está melhorando. O levantamento, que foi divulgado nesta terça-feira (8), indica que houve uma melhora de 1,5 ponto em julho. Com esse desempenho, o indicador, que é semelhante a um termômetro, ficou em 98,4 pontos.

Na prática, quanto maior a pontuação desse indicador, melhor é o desempenho do mercado de trabalho. “Ainda existe forte otimismo quanto à geração de emprego na economia, como confirma a variação positiva do último mês”, avaliou Fernando de Holanda Barbosa Filho, economista da FGV.

“O aumento do emprego e a redução da taxa de desemprego têm sido consistentes com a suave melhora da economia dos últimos meses”, observou o economista. A classe de renda que mais contribuiu para a alta do mês foi a mais baixa: consumidores com renda familiar até R$ 2,1 mil aumentou 0,7 ponto.

Fonte: Portal Brasil, com informações da FGV

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

registrado em: , ,
Assunto(s): Economia, Emprego

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Soja, milho e feijão são os destaques da super safra 2016/2017
Safra de grãos 2016/2017 deve bater recorde com produção de 238 milhões de toneladas
Safra de grãos 2016/2017 deve bater recorde com produção de 238 milhões de toneladas
Soja, milho e feijão são os destaques da super safra 2016/2017

Últimas imagens

País que mais comprou café brasileiro no ano foi os EUA
País que mais comprou café brasileiro no ano foi os EUA
Arquivo/Agência Brasil
Consumo doméstico de castanhas crescerá entre 6% e 8% em dez anos
Consumo doméstico de castanhas crescerá entre 6% e 8% em dez anos
Vitor Ferreira/Embrapa
Redução de custos para o setor produtivo puxou queda do indicador de inflação
Redução de custos para o setor produtivo puxou queda do indicador de inflação
Marcos Santos/USP Imagens
Setor de serviços é um importante termômetro para a economia brasileira
Setor de serviços é um importante termômetro para a economia brasileira
Arquivo EBC

Governo digital