Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 08 > FGV: mercado de trabalho volta a melhorar em julho

Economia e Emprego

FGV: mercado de trabalho volta a melhorar em julho

Trabalho

Indicador que mede o desempenho do mercado de trabalho avançou no mês passado puxado por melhora da economia
por Portal Brasil publicado: 08/08/2017 12h17 última modificação: 09/08/2017 10h55

Pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostra que o mercado de trabalho está melhorando. O levantamento, que foi divulgado nesta terça-feira (8), indica que houve uma melhora de 1,5 ponto em julho. Com esse desempenho, o indicador, que é semelhante a um termômetro, ficou em 98,4 pontos.

Na prática, quanto maior a pontuação desse indicador, melhor é o desempenho do mercado de trabalho. “Ainda existe forte otimismo quanto à geração de emprego na economia, como confirma a variação positiva do último mês”, avaliou Fernando de Holanda Barbosa Filho, economista da FGV.

“O aumento do emprego e a redução da taxa de desemprego têm sido consistentes com a suave melhora da economia dos últimos meses”, observou o economista. A classe de renda que mais contribuiu para a alta do mês foi a mais baixa: consumidores com renda familiar até R$ 2,1 mil aumentou 0,7 ponto.

Fonte: Portal Brasil, com informações da FGV

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

registrado em: , ,
Assunto(s): Economia, Emprego

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Pesquisa do BC aponta que 56% não colocam no papel as contas do mês
Por outro lado, segundo levantamento do Banco Central, 64% dos entrevistados pagam as contas em dia
Por outro lado, segundo levantamento do Banco Central, 64% dos entrevistados pagam as contas em dia
Pesquisa do BC aponta que 56% não colocam no papel as contas do mês

Últimas imagens

Resultado foi obtido com mercadorias apreendidas ao longo de 2017. Parte dos itens, no entanto, foi doado para organizações da sociedade civil ou incorporado a órgãos públicos
Resultado foi obtido com mercadorias apreendidas ao longo de 2017. Parte dos itens, no entanto, foi doado para organizações da sociedade civil ou incorporado a órgãos públicos
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Rais
Pixabay

Governo digital