Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2014 > 10 > Estudantes da rede pública farão exame para avaliar alfabetização

Educação

Estudantes da rede pública farão exame para avaliar alfabetização

Medida

Teste será realizado pelo Inep, em parceria com estados, municípios e o Distrito Federal, no período de 17 a 28 de novembro, na escola onde a criança estuda
por Portal Brasil publicado: 17/10/2014 18h39 última modificação: 17/10/2014 18h39

Escolas públicas urbanas e rurais com o mínimo de dez estudantes matriculados no terceiro ano do ensino fundamental participarão este ano da Avaliação Nacional da Alfabetização (Ana). O teste será realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), em parceria com estados, municípios e o Distrito Federal, no período de 17 a 28 de novembro, na escola onde a criança estuda. Os alunos vão responder a testes de leitura, escrita e matemática.

Para assegurar a participação de todos, o Inep produzirá provas com letras e número ampliados (fonte 18) e superampliados (24) para crianças com baixa visão. O número de provas ampliadas dependerá dos dados fornecidos pelas unidades de ensino no Censo Escolar. Estudantes com deficiência, transtornos globais ou específicos do desenvolvimento, síndromes ou outras necessidades de atendimento especial terão assegurado tempo adicional para responder aos testes.

A Avaliação Nacional da Alfabetização atende a uma série de objetivos do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Entre eles, melhorar os padrões de qualidade e equidade do ensino, subsidiar a elaboração de políticas de alfabetização e aferir o nível de alfabetização e letramento em língua portuguesa e matemática.

Conforme a Portaria do Inep nº 468, de 19 de setembro último, os diretores das escolas terão acesso aos resultados preliminares da Ana em maio de 2015, com uso de senha específica. Os resultados finais serão divulgados pelo instituto em agosto do próximo ano.

O Inep também fixou índice de participação de alunos nos testes para que cada escola obtenha resultados individuais. A taxa mínima de participação é de 80% dos alunos matriculados no terceiro ano do ensino fundamental.

Fonte:

Ministério da Educação

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Assunto(s): Educação

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Concurso premia melhores receitas da merenda escolar
MEC promove o concurso, que tem por objetivo escolher as receitas mais saudáveis e saborosas das escolas públicas de todo o País
Estados irão oferecer 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral
Ministério da Educação autorizou que estados ofereçam cerca de 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral, no ciclo 2018-2020
MEC regulamenta para cursos superiores à distância
Medida busca expandir a oferta destes cursos com aumento qualitativo
MEC promove o concurso, que tem por objetivo escolher as receitas mais saudáveis e saborosas das escolas públicas de todo o País
Concurso premia melhores receitas da merenda escolar
Ministério da Educação autorizou que estados ofereçam cerca de 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral, no ciclo 2018-2020
Estados irão oferecer 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral
Medida busca expandir a oferta destes cursos com aumento qualitativo
MEC regulamenta para cursos superiores à distância

Últimas imagens

As instituições poderão oferecer exclusivamente cursos EaD, na graduação e na pós-graduação
As instituições poderão oferecer exclusivamente cursos EaD, na graduação e na pós-graduação
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Portaria com a lista dos cursos foi publicada no Diário Oficial da União
Portaria com a lista dos cursos foi publicada no Diário Oficial da União
Foto: Marcos Santos/USP
Agentes comunitários devem percorrer bairros à procura de crianças fora da escola e alertar plataforma
Agentes comunitários devem percorrer bairros à procura de crianças fora da escola e alertar plataforma
Mayke Toscano/Governo de Mato Grosso
BNCC vem sendo discutida desde 2015 em articulação e colaboração com estados, Distrito Federal e municípios
BNCC vem sendo discutida desde 2015 em articulação e colaboração com estados, Distrito Federal e municípios
Valdir Rocha/Governo de Alagoas
Público-alvo são profissionais de cidades com pouca estrutura e longe de centros de conhecimento
Público-alvo são profissionais de cidades com pouca estrutura e longe de centros de conhecimento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Governo digital