Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2017 > 06 > Professores dão dicas de como organizar rotina de estudos para o Enem

Educação

Professores dão dicas de como organizar rotina de estudos para o Enem

Estudantes

Especialistas aconselham a tirar pelo menos duas horas diárias para estudar conteúdo, refazer provas dos exames anteriores e se manter atualizado no noticiário
por Portal Brasil publicado: 06/06/2017 11h13 última modificação: 07/06/2017 16h25
Divulgação/MEC Construir uma rotina de estudos, revisão e descanso é um fator importante para um bom resultado

Construir uma rotina de estudos, revisão e descanso é um fator importante para um bom resultado

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 já tem data para acontecer. Em dois domingos (5 e 12 de novembro), candidatos de todo Brasil farão provas com conteúdo das áreas de linguagens, códigos, ciências humanas e ciências da natureza, além de solucionar questões de matemática e fazer uma redação.

Professores e especialistas alertam para que candidatos intensifiquem as revisões das matérias nesses meses que antecedem a prova e acompanhem o noticiário, para se manterem atualizados.

O professor de sociologia e especialista em gestão da Educação pela Universidade de Brasília (UnB), Bruno Borges, ressalta a importância de os estudantes responderem às provas dos anos anteriores e também de terem um objetivo bem definido.

“Mais do que qualquer material publicado, o principal referencial do aluno são as edições do Enem desde 2009. O ideal é começar de trás para frente, fazendo as provas de 2016, 2015, 2014. De maneira alguma ultrapasse 2009, porque a avaliação era diferente da atual”, indica o professor do projeto de pré-vestibular #BoraVencer, do governo do Distrito Federal.

O planejamento de estudos deve ser voltado para o que já foi mais cobrado, completa Borges, e o edital da universidade também deve guiar o conteúdo revisado.

“Se ele quer medicina na UnB, a universidade tem um sistema de pesos. Ciente do sistema de pesos da universidade que ele deseja e do curso que tem meta, pode fazer um planejamento do que estuda. Se tem outro objetivo, como medicina na Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs), o cálculo muda por completo”, alerta Borges. “Uma vez que ele saiba o que quer, deve buscar o termo de adesão da universidade.”

Notícias

O professor Ivan Bastos da Silva, que dá aulas de geografia no cursinho Vestibular Cidadão, em Brasília, lembra a importância de acompanhar o noticiário e se manter atualizado  a prova do Enem traz sempre temas atuais relacionados aos conteúdos do ensino médio.

“Se o aluno tratar o conteúdo apenas como memorização, vai se sair mal. Tem que fazer correlação entre eventos, fatos e fazer a ligação com as questões, em especial nas disciplinas de humanas.”

A internet é uma grande aliada na busca pela aprovação: além das notícias, os filmes, séries e videoaulas podem ajudar o aluno a aprender de maneira mais leve e complementar os estudos tradicionais. A plataforma adaptativa Geekie Games, gratuita e credenciada pelo Ministério da Educação (MEC), oferece conteúdos multimídia no site e por aplicativos de celular próprios para o Enem, inclusive simulados para a prova.

“A primeira dica é buscar clareza no seu objetivo. O Enem vai ter muito mais significado se entender por que é importante, o porquê dos cursos. É o passo inicial ainda que o estudante não saiba exatamente os cursos que deseja”, afirma Wolney Melo, diretor executivo do Geekie Games.

Melo indica que o aluno deve fazer simulados e não deixar os estudos para o final do ano, apenas a consolidação do conteúdo. “Bloqueie na agenda um horário bom para todos os dias e tire duas horas para estudar. Dois assuntos por dia, com qualidade, você já consegue cobrir. Assim como o estudo, é importante que faça simulados, para que daqui a dois meses possa medir a evolução”, sugeriu.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Base Nacional Comum Curricular alinha o Brasil aos melhores sistema educacionais do mundo
Com a mudança, o país se alinha aos melhores sistemas educacionais do mundo
Base Nacional Comum Curricular é homologada
Presidente Michel Temer homologou a Base Nacional Comum Curricular. Documento é considerado um avanço por especialistas em educação
Presidente Michel Temer sanciona lei do novo FIES
Uma das novidades é que recursos dos fundos constitucionais e de desenvolvimento vão ser destinados para os financiamentos estudantis
Com a mudança, o país se alinha aos melhores sistemas educacionais do mundo
Base Nacional Comum Curricular alinha o Brasil aos melhores sistema educacionais do mundo
Presidente Michel Temer homologou a Base Nacional Comum Curricular. Documento é considerado um avanço por especialistas em educação
Base Nacional Comum Curricular é homologada
Uma das novidades é que recursos dos fundos constitucionais e de desenvolvimento vão ser destinados para os financiamentos estudantis
Presidente Michel Temer sanciona lei do novo FIES

Últimas imagens

Mudanças no programa beneficiam quem mais precisa e garantem recursos para manter o financiamento estudantil
Mudanças no programa beneficiam quem mais precisa e garantem recursos para manter o financiamento estudantil
Arquivo/Agência Brasil
Encceja PPL
Arquivo/Agência Brasil
Provas serão aplicadas em 12 e 13 de dezembro em todo o País, em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Grau de dificuldade da prova é equivalente ao do Enem regular
Provas serão aplicadas em 12 e 13 de dezembro em todo o País, em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Grau de dificuldade da prova é equivalente ao do Enem regular
Foto: André Nery/MEC
Provas serão aplicadas em 19 de novembro, para público geral; e em 19 e 20 de dezembro para pessoas privadas de liberdade
Provas serão aplicadas em 19 de novembro, para público geral; e em 19 e 20 de dezembro para pessoas privadas de liberdade
Foto: André Nery/MEC
Ministro da Educação participou de coletiva de imprensa neste domingo (12), quando foi dado balanço da aplicação
Ministro da Educação participou de coletiva de imprensa neste domingo (12), quando foi dado balanço da aplicação
Reprodução/NBR

Governo digital