Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2017 > 05 > Projeto atenderá às novas diretrizes para os setores de energia e mineração

Infraestrutura

Projeto atenderá às novas diretrizes para os setores de energia e mineração

Crescimento sustentável

Com investimentos de US$ 53 milhões, o Projeto Meta prevê atendimento a mais 22 subprojetos, além de 19 já contratados
por Portal Brasil publicado: 18/05/2017 15h49 última modificação: 03/10/2017 15h59
Divulgação/Itaipu Binacional O programa Meta ainda comtemplará o Plano de Desburocratização do governo federal

O programa Meta ainda comtemplará o Plano de Desburocratização do governo federal

O Projeto de Assistência Técnica dos Setores de Energia e Mineral, Projeto Meta, foi prorrogado de 30 de junho de 2017 para 31 de dezembro de 2018. A iniciativa é resultado de parceria iniciada em 2012 entre o governo brasileiro e o Banco Mundial. A prorrogação atende às novas diretrizes para os setores e dá apoio à competitividade e crescimento econômico sustentável do País.

Com investimentos de US$ 53 milhões, o programa atende a 19 subprojetos e prevê a inclusão de 22 outros. Entre as novas propostas incluídas está a iniciativa “Gás para Crescer”, lançada em 2016, que permitirá a abertura do mercado de gás natural. Já na área de planejamento, parte do projeto será destinada aos produtos relacionados à elaboração do Plano Decenal de Expansão de Energia.

O programa ainda contemplará o Plano de Desburocratização do governo federal, que prevê medidas para simplificar e aperfeiçoar rotinas de processos. Nesse campo, o sistema de gerenciamento de documentos eletrônicos do Departamento Nacional de Política Mineral (DNPM) também será acolhido.

No plano de capacitação, o Meta prevê ainda qualificação do corpo técnico das entidades participantes, o que deve melhorar o planejamento, a adoção e os resultados das políticas públicas direcionadas aos setores de energia e mineral, considerando sempre as diretrizes traçadas pela atual gestão do MME.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério de Minas e Energia

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo anuncia recursos nas áreas de habitação e saneamento no Rio de Janeiro
O estado do Rio de Janeiro receberá investimentos nas áreas de habitação, contenção de encostas e saneamento
Cadastramento biométrico vai aumentar a segurança na transmissão de dados
Termo de Cooperação assinado pelo Departamento Nacional de Trânsito vai aumentar a segurança na transmissão de dados e otimizar recursos
Novas regras vão facilitar embarque e desembarque em aeroportos
Governo elabora conjunto de orientações para eliminar os obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos
O estado do Rio de Janeiro receberá investimentos nas áreas de habitação, contenção de encostas e saneamento
Governo anuncia recursos nas áreas de habitação e saneamento no Rio de Janeiro
Termo de Cooperação assinado pelo Departamento Nacional de Trânsito vai aumentar a segurança na transmissão de dados e otimizar recursos
Cadastramento biométrico vai aumentar a segurança na transmissão de dados
Governo elabora conjunto de orientações para eliminar os obstáculos e reduzir o tempo de espera no embarque e desembarque nos aeroportos
Novas regras vão facilitar embarque e desembarque em aeroportos

Últimas imagens

Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais, avaliadas em R$ 56 mil cada. O empreendimento custou, no total, R$ 28,2 milhões
Cerca de 2 mil pessoas foram beneficiadas com a entrega das unidades habitacionais, avaliadas em R$ 56 mil cada. O empreendimento custou, no total, R$ 28,2 milhões
Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades
Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores
Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores
Danilo Borges/Ministério dos Transportes
Segundo ministro, até o fim do primeiro semestre de 2018, as águas estarão na última estrutura do Eixo Norte
Segundo ministro, até o fim do primeiro semestre de 2018, as águas estarão na última estrutura do Eixo Norte
Arquivo/PAC
A previsão para o ano de 2017 é de que a demanda total de energia deve crescer cerca de 1,5%
A previsão para o ano de 2017 é de que a demanda total de energia deve crescer cerca de 1,5%
Foto: Vanderlei Tacchio/Eletrosul

Governo digital