Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2017 > 09 > Brasil tem 42 mil quilômetros de rios potencialmente navegáveis

Infraestrutura

Brasil tem 42 mil quilômetros de rios potencialmente navegáveis

Dia Mundial dos Rios

Utilizar as vias fluviais confere mais rentabilidade de frete e aumenta a competitividade dos produtos brasileiros
por Portal Brasil publicado: 24/09/2017 10h26 última modificação: 04/12/2017 15h47
Danilo Borges/Ministério dos Transportes Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores

Em 2016, foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de cargas pelas hidrovias interiores

Celebrado no último domingo de setembro, o Dia Mundial dos Rios que marca a mobilização para preservação e manutenção dos cursos de água doce e de todas as vidas que deles dependem.  Nisto se inclui o transporte de pessoas e cargas, importante atividade econômica especialmente no interior do Brasil.

São 42 mil quilômetros de rios com potencial para navegação no País. Dados do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil dão conta que foram transportadas 84,6 milhões de toneladas de produtos em 2016 pelas hidrovias brasileiras. Número 11% maior que em 2010, quando o registro chegou a 75,3 milhões.

Somente no primeiro semestre deste ano, 47,6 milhões de toneladas foram levadas por barcos e navios nas hidrovias. Elas passaram por rios como Solimões, Madeira, Tapajós e o Tocantins, no Norte do País; o Paraná-Tietê, no Centro-Oeste; e as hidrovias do Sul, Jacuí, Lagoa dos Patos e Guaíba. 

Vantagens

Rentabilidade do frete, redução do trânsito nas rodovias, economia de combustível e diminuição da emissão de poluentes de caminhões e trens estão entre algumas vantagens do transporte hidroviário. Para ter uma ideia, uma barcaça transporta a mesma quantidade de produtos que 58 carretas ou 15 vagões.

Outra vantagem, segundo o Ministério do Transporte, está no custo de implantação. Em média, uma hidrovia entra em funcionamento com o investimento de US$ 34 mil por cada quilômetro. A mesma distância de uma rodovia representa um gasto de US$ 440 mil aos cofres públicos.

Fonte: Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil