Você está aqui: Página Inicial > Infraestrutura > 2017 > 09 > Demanda doméstica de transporte aéreo cresce 3,6% em julho

Infraestrutura

Demanda doméstica de transporte aéreo cresce 3,6% em julho

Anac

Ao todo, foram transportados 8,3 milhões de passageiros entre os aeroportos do País, demanda internacional teve aumento de 19%
publicado: 13/09/2017 16h48 última modificação: 01/12/2017 15h01
Arquivo/Agência Brasil No acumulado dos sete primeiros meses, a demanda teve crescimento de 1,1%

No acumulado dos sete primeiros meses, a demanda teve crescimento de 1,1%

Dados da Agência Nacional da Aviação Civil divulgados nesta quarta-feira (13) apontam que a demanda de transporte aéreo doméstico teve alta de 3,6% no mês de julho ao se comparar com o mesmo período do ano passado.  Segundo a Anac, essa foi a quinta alta consecutiva do indicador. Nos sete primeiros meses do ano, a demanda doméstica de transporte aéreo registrou crescimento de 1,1%, em comparação com o mesmo período de 2016.

No mês de julho de 2017, 8,3 milhões de passageiros foram transportados em voos domésticos.O crescimento também ocorreu com a oferta (em assentos-quilômetros ofertados), que registrou alta de 4,4% no mês e acumula crescimento de 0,2% nos primeiros sete meses do ano. Os dados estão disponíveis no relatório Demanda e Oferta do Transporte Aéreo – Empresas Brasileiras, divulgado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). 

Companhias

A agência também informou no balanço do mês de julho que as companhias aéreas Gol e Latam permanecem na liderança no mercado doméstico, com participação de 37,4% e 32,1%, respectivamente. A soma das demais empresas que ofertam este tipo de transporte cresceu 9,1% em junho deste ano na comparação com julho de 2016 e alcançou 30,5% da demanda doméstica.

Mercado internacional

As empresas brasileiras também representaram aumento na demanda internacional, este é o 10º mês consecutivo de alta. Na área, a oferta cresceu 18,2% em julho deste ano. No mês foram transportados 813 mil passageiros pagos em voos internacionais.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Anac 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil