Quase 20% do grupo prioritário ainda não se vacinou contra a gripe no Rio Grande do Sul

publicado 20/06/2018 14h57, última modificação 21/06/2018 16h50

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe termina nesta sexta-feira (22). Em todo o País, 9,5 milhões de pessoas ainda não foram imunizadas. O número mais preocupante é o de crianças menores de cinco anos, incluídas no grupo de risco estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Pelo menos 4,4 milhões ainda não tomaram a vacina. 

No estado do Rio Grande do Sul, 19,7% da população prioritária ainda não se preveniu contra o vírus da gripe. Foram aplicadas, até o dia 19 de junho, 2.944 milhões de doses da vacina, sendo que o público a atingir é de 3.650 milhões. Caso os estoques dos municípios durem, os postos podem, a partir do dia 25, ampliar a vacinação para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos.

No último boletim de influenza divulgado pelo Ministério da Saúde, até o dia 16 de junho, foram registrados 3.122 casos em todo o país, com 535 óbitos. Do total, 1.885 casos de 351 óbitos foram por H1N1. Em relação ao vírus H3N2, foram registrados 635 casos e 97 óbitos. Da influenza B, foram 278 registros com 31 óbitos. No mesmo período do ano passado, foram registrados 1.301 casos e 219 óbitos relacionados às complicações da gripe.