Notícias

Fiscalização

Receita Federal identifica indícios de sonegação em declarações de mais de 8 mil empresas

Contribuintes com informações inconsistentes podem realizar a autorregularização até 28 de dezembro
publicado: 01/11/2018 13h33, última modificação: 01/11/2018 15h20
Receita Federal identifica indícios de sonegação em mais de 8 mil empresas

Etapa do Projeto Malha Fiscal verificou os indícios de irregularidades ocorridos em 2014 - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Cerca de 8 mil contribuintes foram notificados pela Receita Federal em mais uma etapa do Projeto Malha Fiscal, que verifica indícios de sonegação nas declarações do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de empresas.

Essa fase da operação verificou os indícios de inconsistência ocorridos em 2014. O valor total com suspeitas de irregularidade é de mais de R$ 983 milhões.

As empresas foram informadas por cartas e também por meio de mensagens enviadas para a caixa postal dos contribuintes, que podem ser conferidas pela página de atendimento virtual da Receita Federal (e-CAC).

No site, o contribuinte também pode verificar o Extrato da Malha Fiscal PJ, que apresenta um demonstrativo com as inconsistências encontradas e as orientações adicionais para autorregularização, que evita não somente a aplicação de multas (que podem chegar a 225%), mas também representação ao Ministério Público Federal por crimes de sonegação fiscal, entre outras sanções.

A autorregularização pode ser feita até 28 de dezembro, inclusive por aqueles contribuintes que, mesmo sem receber a notificação, identificarem algum erro na prestação de informações à Receita.

Fonte: Receita Federal