Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2011 > 10 > Casos de tuberculose caem pela primeira vez na história, diz OMS

Saúde

Casos de tuberculose caem pela primeira vez na história, diz OMS

por Portal Brasil publicado: 11/10/2011 16h11 última modificação: 28/07/2014 12h50

O número de pessoas com tuberculose em todo o mundo caiu pela primeira vez, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Relatório de Controle Global da Tuberculose 2011 aponta que o número de infectados passou de 9 milhões em 2005 para 8,8 milhões no ano passado.

Dados globais indicam ainda que a doença matou 1,4 milhão de pessoas em 2010, após atingir o pico de 1,8 milhão de óbitos em 2003.

Grande parte do avanço registrado atualmente, de acordo com a OMS, é resultado da expansão de esforços em países como Quênia e Tanzânia, onde muitos casos da doença estão relacionados a pessoas soropositivas. O Brasil também foi citado no relatório por ter alcançado uma melhora “significante e sustentada” no cenário da tuberculose.

A OMS ressaltou, entretanto, que o progresso alcançado até hoje corre risco em razão do subfinanciamento no setor – sobretudo no combate a um tipo de tuberculose resistente a medicamentos. O problema, segundo o órgão, é que a maioria dos países de baixa renda depende exclusivamente de financiamento externo.

A estimativa é que o financiamento em 2012 totalize US$ 1 bilhão – dos quais US$ 200 milhões seriam para a resposta à forma mais resistente da tuberculose.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, avaliou que a queda no número de doentes e de mortes é motivo de celebração, mas não é motivo para complacência. Ele pediu apoio para o programa Stop TB Partnership, lançado em 2001, com o objetivo de eliminar a doença como um problema de saúde pública em todo o planeta.

A taxa de mortalidade da tuberculose caiu 40% entre 1990 e 2010. A expectativa é que, por meio do programa, todas as regiões do planeta, com exceção da África, alcancem uma redução de 50% até 2015.


Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Expectativa é que o remédio, considerado mais seguro e de ação rápida, esteja disponível já em 2018
Insulina análoga será ofertada no tratamento de crianças com diabetes
Os recursos são destinados para custeio e melhoria do atendimento do Samu em municípios de todas as regiões
Samu recebe reforço federal de R$ 33 milhões
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil

Últimas imagens

A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Cícero Oliveira/UFRN

Governo digital