Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2012 > 08 > Lançada Campanha Nacional de Amamentação 2012

Saúde

Lançada Campanha Nacional de Amamentação 2012

por Portal Brasil publicado: 01/08/2012 16h56 última modificação: 29/07/2014 09h04
MS O leite materno é um dos maiores aliados no combate à mortalidade infantil

O leite materno é um dos maiores aliados no combate à mortalidade infantil

Leite materno é um dos maiores aliados no combate à mortalidade infantil

 

Foi lançada nesta quarta-feira (1°), no Rio de Janeiro, a Campanha Nacional de Amamentação 2012. O evento integra a 21º Semana Mundial de Amamentação, que ocorre até o dia 7 de agosto, com comemorações em todo o País. Durante o evento foi anunciado pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o investimento de R$ 45 milhões na qualificação do pré-natal em 2.120 municípios. As ações fazem parte da estratégia Rede Cegonha, lançada em 2011, para ampliar e qualificar a assistência prestada às gestantes e aos bebês no Sistema Único de Saúde (SUS).

A campanha produzida pelo Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) tem como objetivo incentivar as mães brasileiras a amamentar até os dois anos ou mais e de forma exclusiva até os sexto mês de vida do bebê. O leite materno é um dos maiores aliados no combate à mortalidade infantil. Só na última década, o Brasil reduziu a taxa em 47%, graças a um conjunto de políticas públicas voltada para a família, a gestante e a criança.

Na campanha de amamentação 2012, serão distribuídos cartazes e folhetos aos municípios de todo o País, com a imagem da madrinha, a cantora Wanessa Camargo, amamentando o seu primeiro filho e com orientações para as mulheres sobre como amamentar e quais os benefícios dessa prática. Também foram produzidas peças para a internet, televisão e rádio.

 

Semana Mundial de Amamentação

A Semana Mundial de Amamentação é uma estratégia idealizada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba), e ocorre em cerca de 150 países. Esse ano, o tema escolhido são os 10 anos da “Estratégia Global para a Alimentação de Lactentes e Crianças de Primeira Infância” (OMS e Unicef) e seu objetivo é aprimorar as práticas alimentares, melhorando o impacto na sobrevivência, no crescimento e no desenvolvimento, na saúde dos bebês como um todo.

 

Rede Cegonha

Os recursos anunciados pelo governo federal para o Rede Cegonha serão destinados para a qualificação do pré-natal. As consultas do pré-natal são importantes para um acompanhamento da gestação para uma gravidez sem riscos e um parto tranquilo. Durante o pré-natal, por exemplo, as mães são orientadas sobre como amamentar seu bebê e informadas sobre a importância do aleitamento exclusivo até os seis meses de vida e sobre continuar amamentando a criança até os dois anos ou mais.

A Rede Cegonha também traz em suas ações a promoção da amamentação na primeira hora de vida e o fortalecimento do vínculo mãe/bebê por meio do contato pele a pele logo após o nascimento. O primeiro ano de funcionamento da estratégia também permitiu a redução de 21% dos óbitos maternos.

Confira o especial sobre Amamentação do Portal Brasil 

 

Lançada campanha de amamentação com informações sobre direitos da gestante

 

Leia mais:

Semana Mundial do Aleitamento Materno começa nesta quarta-feira (1º)

Banco de leite estimula mães a manterem amamentação dos bebês, diz Ministério da Saúde

Alimentação adequada pode reduzir mortes de crianças, segundo Ministério da Saúde

Governo lança ações para a primeira Infância

Justiça investe R$ 500 mil em assistência à saúde de mulheres presas

 

Fonte:
Ministério da Saúde

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Entre as medidas estão a redução do consumo de sucos artificiais e refrigerantes em, pelo menos, 30% e incentivar o consumo frutas e hortaliças regularmente
Governo assume metas para conter crescimento da obesidade no País
Parceria entre os Ministérios da Saúde e da Educação visa incentivar vacinação nas escolas. Material informativo sobre HPV e Meningite C será distribuído nas unidades escolares
Cooperação incentivará vacinação nas escolas
Acordo entre Ministério da Saúde e o centro permitirá que a organização faça atendimentos gratuitos por meio de um número único para todo o País
Ligações para Centro de Valorização da Vida serão gratuitas em todo o País

Últimas imagens

A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
A interdição é resultado da comunicação com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Foto: Gilson Abreu/Fiep
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Anvisa determinou que a empresa Newage Indústria de Bebidas Ltda recolha o estoque
Carla Cleto/Governo de Alagoas
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam má-formação fetal também são enquadradas na lista
Divulgação/EBC
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Brasil atingiu Metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose com três anos de antecedência
Divulgação/Ministério da Saúde
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Substância misoprostol faz parte da lista de substâncias sujeitas a controle especial da Anvisa
Divulgação/Ministério da Saúde

Governo digital