Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 07 > Vai viajar? Saiba o que fazer para cuidar da saúde

Saúde

Vai viajar? Saiba o que fazer para cuidar da saúde

Turismo

Viajante precisa estar atento às vacinas e tomar cuidados básicos para evitar complicações durante a estadia em outro estado ou país
publicado: 06/07/2017 17h23 última modificação: 06/07/2017 18h09
Arquivo/Agência Brasil Atualizar a caderneta de vacinação é uma das principais recomendações para quem vai viajar

Atualizar a caderneta de vacinação é uma das principais recomendações para quem vai viajar

Além de arrumar as malas e se programar para aproveitar a viagem, quem vai viajar precisa estar com a saúde em dia. Uma das principais recomendações do Ministério da Saúde é procurar com antecedência as orientações do destino e estudar quais cuidados devem ser tomados antes da partida.

As exigências em relação às vacinas, por exemplo, podem variar de um país para outro e até mesmo dentro do Brasil. Uma opção é verificar essas exigências no ministério ou na embaixada do país para onde pretende ir. Em seguida, basta procurar um posto de saúde e se vacinar.

Também é aconselhável que se faça uma consulta presencial para avaliar, com segurança, a indicação de medidas de proteção. Durante a consulta pré-viagem, o médico irá avaliar os riscos relacionados ao destino, de acordo com as características individuais de cada viajante, o meio de transporte, a atividade programada e o roteiro detalhado da viagem. Essa consulta deve ser procurada com antecedência de, pelo menos, trinta dias.

Cuidados durante a viagem

Dentro ou fora do Brasil, o viajante deve estar sempre atento à qualidade do que ingere, observando, a todo momento, as medidas básicas de higiene para evitar problemas como a diarreia  problema que afeta muitos turistas em países da América Latina, África e Ásia. Por isso, é importante lavar as mãos várias vezes ao dia e beber somente água mineral engarrafada.

Nos países da África (sub-saariana), América do Sul (Bacia Amazônica), Madagascar, Papua-Nova Guiné, Sudeste da Ásia e Vanuatu é preciso ter cuidado com a malária, pois o risco da aquisição da doença é alto. Como não existe vacina contra a malária, é necessário observar as medidas de proteção contra as doenças transmitidas por insetos.

Outra doença que atinge países da África, América Central, Subcontinente Indiano e Sudeste Asiático e principalmente o norte do Brasil é a febre amarela. Para se prevenir da doença, basta procurar um posto de saúde mais próximo e se vacinar dez dias antes da viagem. 

Apoio ao viajante

Para viagens nacionais, a Anvisa possui os Centros de Orientação para a Saúde do Viajante e serviços credenciados, que realizam o trabalho de orientação aos viajantes sobre cuidados com a saúde e de emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia – CIVP em vários estados brasileiros. Confira lista com endereço de todos eles.

Já se a viagem for para o exterior, o brasileiro deve procurar um seguro internacional de saúde, já que nem todos os países têm rede pública de saúde. No entanto, o Brasil mantém acordos internacionais recíprocos, que permitem o atendimento de cidadãos brasileiros às redes públicas de saúde. A lista de hospitais públicos e profissionais de saúde no exterior que podem tratar cidadãos brasileiros sem custos ou a custos reduzidos pode ser conferida aqui.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde e do Ministério das Relações Internacionais 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

registrado em: , ,
Assunto(s): Saúde, Turismo

Missão Transplante

Últimos vídeos

Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
A pasta atualizou os dados sobre os casos de febre amarela registrados no País e garantiu que não vai faltar vacina para imunização
Ministério da Saúde garante que não faltará vacina de febre amarela
Fátima Pelaes detalha ações do governo para o tratamento das mulheres em hospitais públicos e planejamento familiar
Secretária fala sobre aborto e tratamento das mulheres nos hospitais públicos
População de municípios de São Paulo, Rio e Bahia vai receber a dose fracionada da vacina, por decisão do Ministério da Saúde
Entenda o que é a dose fracionada da vacina contra febre amarela

Governo digital