Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 08 > Rio de Janeiro adere a programa para melhorar uso de recursos de saúde

Saúde

Rio de Janeiro adere a programa para melhorar uso de recursos de saúde

Gestão

Programa Nacional de Gestão de Custos está presente em nove unidades da federação e em três municípios brasileiros
por Portal Brasil publicado: 08/08/2017 19h38 última modificação: 08/08/2017 21h24

Presente em nove unidades da federação, o Programa Nacional de Gestão de Custos (PNGC) do Ministério da Saúde chegou ao Rio de Janeiro. Gestores estaduais e municipais de saúde aderiram de forma voluntária à iniciativa.

O programa compreende um conjunto de ações voltadas para a geração, o aperfeiçoamento e o incentivo ao uso efetivo da informação de custo pelos gestores da saúde, visando a melhorar o desempenho do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-RJ), o programa abrangerá 30 unidades de pronto atendimento (UPA) e 11 hospitais geridos por organizações sociais de saúde (OSS), além de hospitais e institutos gerenciados pela Fundação Saúde do Estado do Rio de Janeiro (FSERJ) e pela SES-RJ. A previsão é de que 150 profissionais, entre contabilistas, economistas e administradores, além de profissionais da área da saúde, participem do PNGC.

Com a adesão do Rio, o programa está implantado em oito estados – Amapá, Tocantins, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Bahia e Rio Grande do Sul –, no Distrito Federal e em três municípios – Rio de Janeiro, Porto Alegre e Mauá. No total, 150 unidades de saúde fazem parte do projeto.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Missão Transplante

Últimos vídeos

Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Número de brasileiros no Programa Mais Médicos aumentou
Em um ano, aumentou 44% a participação de médicos brasileiros no Programa Mais Médicos. Expectativa do governo é substituir 4 mil profissionais em três anos
Governo amplia recursos para UPAs 24h
Ministério da Saúde amplia em R$ 93 milhões os recursos para UPAS 24 horas. O investimento será usado para pagar e qualificar os serviços ofertados à população
Campanha do Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. Pacientes do Rio de Janeiro contam como encontraram apoio no SUS
Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no Brasil
Em um ano, aumentou 44% a participação de médicos brasileiros no Programa Mais Médicos. Expectativa do governo é substituir 4 mil profissionais em três anos
Número de brasileiros no Programa Mais Médicos aumentou
Ministério da Saúde amplia em R$ 93 milhões os recursos para UPAS 24 horas. O investimento será usado para pagar e qualificar os serviços ofertados à população
Governo amplia recursos para UPAs 24h

Últimas imagens

A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
A cada ano, as vacinas influenza sazonais são modificadas para proteção contra estirpes virais em circulação
Arquivo/Ministério da Saúde
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Com a globalização, vírus do sarampo e rubéola, endêmicos na Europa, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Vírus do sarampo e rubéola são endêmicos em países europeus e, com a globalização, podem voltar a circular no Brasil
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas
Cícero Oliveira/UFRN

Governo digital