Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 11 > Saúde do homem: saiba como se prevenir contra o câncer de próstata

Saúde

Saúde do homem: saiba como se prevenir contra o câncer de próstata

Novembro Azul

Campanha chama a atenção para a necessidade de se discutir e conscientizar a população sobre a doença
publicado: 17/11/2017 19h35 última modificação: 17/11/2017 19h35

Em 2017, 61,2 mil casos de câncer de próstata devem ser diagnosticados no Brasil. Esse tipo de câncer é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Os dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) servem de alerta e reforçam a importância da população conhecer e discutir o assunto.

Para conscientizar os homens, a campanha Novembro Azul chama a atenção sobre a doença. Confira as principais perguntas sobre a doença e saiba como se prevenir.

Divulgação/Inca

O que é o câncer de próstata?

Câncer de próstata é uma doença na qual ocorre o desenvolvimento de um tumor na próstata, uma glândula do sistema reprodutor masculino. Segundo o Inca, na maioria dos casos, ele cresce de forma lenta e não chega a dar sinais durante a vida nem a ameaçar a saúde do homem. Em outros casos, pode crescer rapidamente, espalhar-se para outros órgãos e causar a morte.

O que causa o câncer de próstata?

Por ser uma doença multifatorial, a ciência ainda não conhece todos os fatores que levam à doença. No entanto, o risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos. Estudos recentes também mostram maior risco em homens com peso elevado e com histórico da doença na família.

Fique atento às dicas de prevenção ao câncer de próstataComo prevenir?

Adotar práticas saudáveis como não fumar, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e ter uma alimentação saudável ajudam a prevenir o câncer de próstata.  

Quais são os sintomas?

Na fase inicial, o câncer de próstata pode não apresentar sintomas. Quando apresenta, os mais comuns são: dificuldade de urinar, sangue na urina, necessidade de urinar mais vezes. Havendo alguns desses sintomas, recomenda-se a realização de exames.

Quais os exames realizados para identificar o câncer?

Há dois exames: o de toque retal, no qual o médico avalia tamanho, forma e textura da próstata, introduzindo o dedo protegido por uma luva lubrificada no reto. Esse exame permite palpar as partes posterior e lateral da próstata. O outro é um exame de sangue que mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata – Antígeno Prostático Específico (PSA). Níveis altos dessa proteína podem significar câncer, mas também doenças benignas da próstata.

Todos os homens devem realizar esses exames?

Alguns especialistas são contra, já outros são a favor de se fazer exames de rotina em homens sem sintomas, pois pode trazer tanto benefícios quanto riscos à saúde. Os riscos desses exames estão relacionados às consequências dos seus resultados, e não à sua realização. “Os exames podem resultar no falso positivo, o que pode levar a um excesso de exames, como a biopsia, que pode ter complicações desnecessárias para o paciente”, explica Arn Migowski, médico epidemiologista do Inca. O Ministério da Saúde, assim como a Organização Mundial da Saúde, não recomenda que se realize o rastreamento do câncer de próstata.

Tratamento

Caso a doença seja comprovada, o médico pode indicar radioterapia, cirurgia ou até tratamento hormonal. Para doença metastática (quando o tumor original já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento escolhido é a terapia hormonal. A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após médico e paciente discutirem os riscos e benefícios de cada um.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Agência Brasil, do Ministério da Saúde e do Inca

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil