Você está aqui: Página Inicial > Saúde > 2017 > 12 > Saúde no Mercosul é tema de reunião entre ministros

Saúde

Saúde no Mercosul é tema de reunião entre ministros

Relações Internacionais

São previstas políticas conjuntas entre os países e também o compartilhamento de experiências
publicado: 08/12/2017 18h50 última modificação: 08/12/2017 22h23

Ministros da saúde do Mercosul reforçaram, em reunião nesta quinta-feira (7), em Foz do Iguaçu, no Paraná, a cooperação entre as nações do bloco. Entre os temas prioritários, estão eliminação de gorduras trans de origem animal em alimentos, gestão de agrotóxicos, saúde sexual e reprodutiva, e consumo de álcool.

Uma das propostas do Brasil para aumentar a eficiência das ações de saúde foi simplificar a estrutura do Mercosul na área. Segundo o ministro da Saúde do Brasil, Ricardo Barros, por ser uma área prioritária para os países, houve um avanço para dar um "senso prático" à cooperação dentro do Mercosul em saúde.

“Nós estamos trocando experiências e conhecendo a estrutura dos sistemas de saúde vizinhos. O Brasil tem ajudado, por meio de organismos internacionais, a reequipar e melhorar a estrutura, numa parceria de articulação entre as nações”, afirmou Barros.

Para avançar na cooperação, ficou combinado que os países vão produzir documentos para conduzir políticas conjuntas e compartilhar experiências. Eles devem tratar do combate a doenças não transmissíveis, da garantia da saúde como direito humano e também da atenção integral à saúde. Estão previstas medidas relacionadas ao consumo de álcool como fator de risco para doenças crônicas não transmissíveis e garantia dos direitos sexuais e reprodutivos.

Uruguai

Durante o encontro, Brasil e Uruguai assinaram um memorando de entendimento para cooperação bilateral na área. Segundo o Ministério da Saúde, os principais pontos são: cooperação nas áreas da atenção básica e redes integradas de serviços de saúde; acesso a medicamentos; infecções sexualmente transmissíveis; acesso a soros para picadas ou mordidas de animais da região; controle do tabaco; treinamento de recursos humanos em saúde e trabalho conjunto na fronteira.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Saúde

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil