Você está aqui: Página Inicial > Turismo > 2017 > 09 > Parques temáticos devem ser registrados no Cadastur

Turismo

Parques temáticos devem ser registrados no Cadastur

Regularização

Cadastro do Ministério do Turismo é obrigatório para esse tipo de negócio. Apenas 53 parques temáticos estão formalizados no País
por Portal Brasil publicado: 26/09/2017 16h28 última modificação: 29/09/2017 16h54

O Ministério do Turismo iniciou, na última semana, uma campanha para sensibilizar empresários e empreendedores sobre a obrigatoriedade do registro dos estabelecimentos no Cadastur. Um dos ramos de negócio que necessitam do cadastro são os parques temáticos, dos quais apenas 53 estão formalizados junto ao Ministério do Turismo. Para verificar se o estabelecimento está cadastrado, é preciso acessar a página do Cadastur e realizar a busca por Unidade da Federação, Nome Fantasia ou CNPJ.

“Um dos maiores entraves da atividade turística no Brasil ainda é a informalidade de profissionais e estabelecimentos que atuam na linha de frente do turismo. Para mudar essa realidade, estamos iniciando essa grande campanha de formalização em todo o País”, explicou a secretária nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra.

Um estudo elaborado pelo Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat) demonstra que, caso o governo atenda às demandas do setor, o segmento poderá investir R$ 1,9 bilhão e gerar 56 mil empregos nos próximos cinco anos. Atualmente, os 18 estabelecimentos associados ao Sindepat geram 11 mil empregos diretos e movimentam cerca de R$ 1 bilhão na economia por ano.

O cadastro é simples e totalmente gratuito. Basta acessar a página na internet, fazer o download dos formulários solicitados, preencher com as informações e enviar os documentos solicitados ao Órgão Delegado de Turismo. Neste mês, o Ministério do Turismo iniciou a campanha para formalização dos serviços turísticos. O objetivo é garantir a formalização dos empreendimentos, mas prestadores ilegais já poderão ser penalizados, caso seja necessário.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil